Grande Loja Maçônica do Estado do RS

08/05/2017

VIGILANTE ONLINE

Palavra do Grão-Mestre - Trabalho é honra e dignidade

Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata
Não dá pra ser feliz
Não dá pra ser feliz

 


 
Este é um trecho de uma das mais belas canções do saudoso Gonzaguinha, que traduz de forma poética uma das mais importantes, se não a mais importante, necessidade do homem. Realmente não dá pra ser feliz sem trabalho. Não há honra sem trabalho. Os sonhos se vão e a vida passa sem graça. 
No mês em que celebramos o trabalho, é o momento mais oportuno para nos dedicarmos a uma reflexão sobre como estamos vivendo atualmente em relação ao trabalho e como estamos preparando o mundo para as futuras gerações. 
Acaba de ser aprovada no Congresso Nacional uma reforma trabalhista, que tenta flexibilizar as relações empregado-empregador, visando gerar mais postos de trabalho. No mundo inteiro as novas tecnologias vão mudando a forma de trabalhar. Crises econômicas, como a que o Brasil vive há três anos, eliminam empregos e obrigam as pessoas a buscar alternativas, como empreendedorismo, por exemplo. Ou seja, a Humanidade se movimenta o tempo todo para trabalhar.
Mas se você perguntar a algumas pessoas se elas gostam de trabalhar, se forem sinceras dirão que não. Trabalhar cansa, estressa, provoca discussões com gente que muitas vezes nem conhecemos. Trabalhar exige cumprimento de horário, respeitar hierarquia, obedecer a regras, entre tantas outras coisas. Enfim, trabalhar não é nenhum paraíso, não se brinca em serviço, não é lazer e diversão. Então por que quem perde seu trabalho fica tão incomodado, se sente rejeitado, se deprime e, em certos casos, tem grande dificuldade de retomar a carreira?
Simplesmente porque perder o trabalho não significa apenas perder renda. Sem trabalho, um homem não tem honra, não tem vida, não sonha, não é feliz. Sem isso, se morre e se mata. Como na canção de Gonzaguinha. Vamos lutar para que o mundo se transforme num lugar com mais honra e dignidade, através do trabalho sério, sadio e honesto. Essa é a nossa obrigação como cidadãos maçons, sempre procurar saídas para as dificuldades, contribuindo para um mundo melhor e para a felicidade da Humanidade.

 

Paulo Roberto Pithan Flores
Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Rio Grande do Sul








inove4web